Derrame ou acidente vascular cerebral: saiba como evitar.

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Carótida-acidente-acidente-vascular-cerebral

A isquemia cerebral, acidente vascular cerebral (AVC)  isquêmico ou derrame cerebral, é uma doença muito frequente que pode levar à morte ou deixar sequelas incapacitantes, como dificuldade em andar, deficiência intelectual, dificuldade de falar, etc.

Ocorre por obstruções das artérias cerebrais, que entre outras causas, podem ser originadas de coágulos ou placas de cálcio e/ou gordura que se desprendem das artérias carótidas, as principais artérias que conduzem sangue para o cérebro.

A prevenção da isquemia cerebral é a forma mais eficiente de tratamento.

Como as outras doenças cardiovasculares que acometem as artérias, a maioria está relacionada com a arterosclerose, que é formação de placas que levam ao estreitamento ou obstrução destas artérias que irrigam os órgãos e tecidos.

Assim, controle da pressão arterial, controle do colesterol e não fumar são as principais medidas para evitar as doenças arteriais, consequentemente também de prevenção os acidentes vasculares cerebrais.

Porém, quando placas de gordura já se formaram nas carótidas, estas medidas não são suficientes, e em casos onde há estreitamento maior que 70% nas carótidas, é indicado tratamento cirúrgico, seja por cirurgia aberta e desobstrução da artéria, ou por angioplastia e colocação de stents (estruturas metálicas que dilatam os estreitamentos das artérias).

A escolha do tratamento depende de considerações individuais e deve ser conduzida por especialistas.