Conheça os 4 principais riscos das varizes para a saúde

Tempo de leitura: 3 minutos

As varizes, comuns tanto para os homens quanto mulheres, embora muitas vezes sejam reconhecidas pelo constrangimento estético, podem representar um problema à saúde.

Hoje, o artigo do Blog do Instituto Pró-Vascular vai destacar os cinco principais riscos das varizes para a saúde.

 1 – Úlceras e feridas

Entre os riscos das varizes para a saúde, está o surgimento de úlceras venosas (feridas), principalmente nas áreas próximas ao tornozelo. Estas feridas costumam ocorrer em pessoas com varizes de longa evolução e que não tiveram um tratamento adequado. As úlceras varicosas em geral são dolorosas e geram limitações tanto ao convívio social quanto às atividades profissionais da pessoa acometida, uma vez que para a cicatrização, exigem repouso por parte do paciente.

Geralmente estas feridas, além de dolorosas, são difíceis de cicatrizar, portanto, melhor evitá-las, fazendo o tratamento das varizes o mais cedo possível de forma a não se chegar a estes estágio avançado da doença.

2 – Erisipelas

Sem tratamento adequado, as varizes podem representar riscos das varizes para a saúde.

Como mencionado acima, a ulceração (ou formação de feridas) é uma complicação das varizes não tratadas e ocorrem em algumas pessoas. Essas feridas, além de muito inconvenientes, pois provocam dor e são de difícil cicatrização, podem ser a porta de entrada para bactérias penetrarem na pele e provocarem infecções, como as erisipelas. As erisipelas habitualmente ocorrem em um lado só de cada vez, dificilmente ocorrem nas duas pernas ao mesmo tempo, produzem um cenário bem típico, levando a dores mais acentuas, vermelhidão na perna e aumento da temperatura no local e frequentemente provocam febre moderada a alta. Se não tratadas, as erisipelas podem ser graves e levar a infecções generalizadas, nos casos extremos, com risco de morte. O tratamento é sempre feito com antibióticos, nos casos mais brandos em regime ambulatorial, nos casos mais graves, com o paciente internado.

3 – Flebites e tromboses

Flebites são inflamações nas veias superficiais do corpo e frequentemente ocorrem nas varizes das pernas, sobretudo em veias muito dilatadas ou muito calibrosas. O processo começa bem localizado, provocando endurecimento da veia pela formação de um coagulo dentro desta veia, acompanhado de dor e vermelhidão no local. Esse processo pode ficar localizado ou se estender para veias próximas. Quanto maior a extensão do problema, mais desconforto ocorre. Embora seja um processo benigno na maioria dos casos, em situações extremas podem se estender para veias profundas e desencadear uma trombose venosa profunda. Nestes últimos casos, as consequências podem ser graves, levando até à embolia pulmonar, mas felizmente são situações de exceção.

4 – Hemorragias

As varizes podem sangrar, provocando hemorragias muitas vezes volumosas. Esses sangramentos podem ocorrer espontaneamente, ou, mais comumente, serem desencadeadas por pequenos traumatismos, por exemplo, coçar a pele ou pequenas batidas ou arranhões nas pernas. Em geral essas hemorragias ocorrem em pessoas idosas que apresentam varizes há muito tempo. Com o tempo a pele fica fina e as varizes subjacentes ficam muito vulneráveis a qualquer pequeno traumatismo. Portanto, mais uma vez, quanto mais cedo as varizes forem tratadas, menor as possibilidades de haver complicações.

Caso ocorra uma hemorragia, os cuidados iniciais, até que se procure ajuda médica, consistem em elevar a perna e fazer uma compressão sobre a veia que está sangrando, com uma toalha ou pano limpo.

Procure um especialista

Espero que esse artigo tenha alertado para os riscos das varizes para a saúde. Se ainda tem dúvidas, entre em contato com o Instituto Pró-Vascular para saber mais sobre o assunto. Procure-nos o quanto antes! Clique aqui e preencha o formulário.