Cremes para varizes funcionam?

Tempo de leitura: 6 minutos

Cremes para varizes funcionam?

Essa é uma dúvida de muita gente, sobretudo mulheres interessadas em acabar com os inconvenientes causados pelas varizes e vasos nas pernas da maneira mais fácil possível. E digamos, os apelos publicitários na TV e outros veículos de comunicação, muitas vezes interpretados por famosos, são tentadores, não? Mas será que existem formas mágicas de acabar com vasos e varizes?  Diante disso, resolvi escrever sobre os cremes para varizes, justificando minhas considerações ao invés de simplesmente responder à pergunta.

Papel da Agência Nacional de Vigilância Sanitária – ANVISA

A criação da ANVISA em 1999 é considerada um marco na normatização de medicamentos e da saúde em geral no nosso país. À ANVISA cabe a regulação de medicamentos, alimentos, agrotóxicos e outros produtos sujeitos à vigilância sanitária, órgão com papel semelhante ao FDA (Food and Drug Administration – nos Estados unidos). Antes da Criação da ANVISA a regulação de medicamentos aqui no Brasil era bem menos organizada e criteriosa.

De acordo com a agência:

  • Medicamento – produto farmacêutico, tecnicamente obtido ou elaborado, com finalidade profilática, curativa, paliativa ou para fins de diagnóstico;
  • Cosmético – O de uso externo, destinado à proteção ou ao embelezamento das diferentes partes do corpo, tais como pós faciais, talcos, cremes de beleza, creme para as mãos e similares… preparados para unhas e outros.

Com esses conceitos acima podemos distinguir o que é medicamento e o que não é…

Vamos analisar então alguns cremes famosos para varizes, muito vendidos por aqui.

Goicoechea

creme para varizes(Composição: Cânfora, Menta, Centella Asiática, Castanha da Índia e Calêndula)

Talvez o creme para varizes mais conhecido, contém alguns componentes até com alguma propriedade medicamentosa, porém… utilizados na formulação tópica, ou seja, para ser usado como creme, não têm propriedades farmacológicas (como medicamento), pois a absorção pela pele é muito pequena destes compostos, logo inútil. Na verdade trata-se de um cosmético, não de produto com finalidades de tratamento.

O laboratório Genomma, uma empresa mexicana que atua em vários países, detentor da marca Goicoechea, é especializado em marketing e propaganda. Investe pesado em publicidade, sendo um dos maiores anunciantes do país, sobretudo para a classe C e D, como bem relatado em duas reportagens das edições on line dos respeitados jornais Folha de São Paulo e O Estado de São Paulo. O laboratório é um grande vendedor de medicamentos isentos de prescrição médica, ou seja, medicamentos que não precisam de receita médica para serem adquiridos, como por exemplo anti-térmicos, analgésicos comuns, etc. O problema é que O Goicoechea é um cosmético e deixa muito confuso o consumidor que frequentemente o considera um medicamento, induzido por anúncios publicitários (veja o anúncio aqui) que não deixam claro sobre de que se trata. Apesar de apresentar na sua formulação alguns componentes com potencial medicamentoso, como citado acima, não há comprovação ou boa evidência científica do efeito terapêutico para as varizes na sua formulação. Se existem estudos confiáveis, não foram publicados em revistas científicas sérias.

O alívio dos sintomas que pode ser sentido por algumas pessoas que utilizam o produto, pode ser explicado por um efeito psicológico ou placebo, ou eventualmente pela sensação refrescante promovida por algum componente da sua formulação. Esses efeitos refrescantes facilmente podem ser obtidos de forma similar se for utilizado outro cosmético qualquer com a mesma concentração de mentol (que não tem propriedades medicinais). Portanto, não é medicamento e não elimina as varizes nem os sintomas causados pelas varizes!

Varicell creme e Varicell comprimidos

(Composição: Queratina parcialmete hidrolisada, cassia acutifolia, enxofre sublimado, bitartarato de potássio, carboximetilcelulose, estearato de magnésio, talco, carvão ativado, polietilenoglicol e água.)

Aqui a coisa é ainda pior, pois o site da empresa ressalta as propriedades creme para varizesmedicamentosas do comprimido e na página do creme já oferece o produto como “finalidade de refrescância”, ou seja, cosmético. Como pode isso? Uma forma é medicamento e outra cosmético? Baita confusão… Quanto aos princípios ativos, nenhuma com comprovação científica. Sofrível! Anunciado para tratamento contra dores nas pernas.

creme para varO site do medicamento fornece um número de registro no Ministério da Saúde para os comprimidos: 1.5620.0021.001-0, que não é encontrado no site da ANVISA. A consulta do registro só pode ser encontrada pelo cnpj da empresa, e está vencido!!!

 

 

Eficácia: Nenhuma! Sem registro atualizado na ANVISA.

Venalot h

(Creme de 5 mg/ml (cumarina) e 50 UI/ml (heparina sódica))

Outro creme bastante popular e de uso sob prescrição médica.

Apresenta como base e informação na bula estudos antigos ou muito inconsistentes em produzir efeitos cientificamente comprovados.

Muito utilizado no Brasil também com um apelo de “antivaricoso”. Possui registro no MS: 1.0639.0118, porém seus componentes também padecem do mesmo problema dos cremes anteriores: absorção baixíssima por via tópica, e a heparina, pior ainda, para ter eficácia, só quando utilizado na forma injetável, pois é um composto formado por mucopolissacárídeos, que só são absorvidos de forma parenteral (injeções)…e com outra finalidade.

E mais…

As diretrizes internacionais e nacionais nem mencionam o uso de tais medicamentos (ou cosméticos) tópicos para varizes, tamanha a insignificância dos cremes ou pomadas com esse objetivo: melhorar as varizes ou eliminar os sintomas.

Conclusão…

Não se iluda, se cremes para varizes fossem bons mesmo precisariam de investimentos pesados em publicidade? Acredito que não.

Por que alguém seria submetido a uma cirurgia de varizes ou sessões de escleroterapia (secagem dos vasos) se um creme resolve? Ou para que um médico especializado no assunto se é tão fácil acabar com as varizes e seus sintomas?

Isso é só uma amostra de que existem muitos medicamentos sem utilidade disponíveis no mercado.

 

Se você já usou cremes para varizes, deixe seu comentário no blog. Conte sua experiência pessoal…

 

Abaixo deixo dois links de colegas médicos que compartilham da mesma opinião que eu: cremes para varizes NÃO funcionam.

http://www.minhavida.com.br/beleza/materias/20443-cremes-para-varizes-funcionam

https://www.facebook.com/DrCassioHungria/posts/391155957753271:0

  • Cristina Guedes

    Puxa, muito esclarecedora a matéria. Muito bom saber. Obrigada!