Laser para vasinhos: é a melhor opção?

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

As telangectasias, ou mais comumente “vasisnhos”, são o pesadelo de muitas pessoas, sobretudo as mulheres. Mais comuns nas pernas, podem ocorrer também no rosto ou em outras regiões do corpo.  Eles podem aparecer até mesmo na pós-adolescência, mas são mais frequentes na vida adulta e aumentam com a idade, e, se não tratados, podem ficar salientes e provocarem sangramento até mesmo ao coçar ou em consequência de pequenos traumatismos.

Muita gente me procura para tratar os vasos das pernas, e várias pessoas já vêm determinadas a fazer o tratamento com laser, porém, será que é a melhor opção?

Sem dúvida o laser (Light Amplification by Stimulated Emission of Radiation) foi uma das grandes invenções do século passado e sua aplicabilidade é enorme, tanto na medicina como na indústria, telecomunicações, etc. É difícil imaginar nossa vida hoje sem o laser e a tecnologia associada à medicina fascina muitas pessoas.

O princípio do tratamento dos vasos com laser consiste em disparar pulsos de luz com alta concentração de energia, com o objetivo de destruir o vasinho. Isso é feito em geral em ambiente ambulatorial, ou seja em consultório, sem restrições à vida do paciente, exceto o cuidado com a exposição solar antes e após o tratamento, para diminuir a possibilidade de manchas na pele.

Porém,  lamento informar: papai noel não existe! A aplicabilidade do laser para tratar os vasos das pernas ainda é limitada. A escleroterapia, ou a secagem dos vasos (leia mais sobre escleroterapia das veias), ainda é a melhor forma de se livrar dos vasinhos. Apesar dos aparelhos modernos agirem com maior seletividade, dando melhores resultados e menos complicações que no passado, o método não é totamente eficiente quando realizado de maneira isolada para tratamento das veias das pernas, ou seja, não substitui a escleroterapia de vasos dos membros inferiores. O laser pode sim ser utilizado para tratar os vasos, mas associado à escleroterapia, em casos selecionados

O método é eficiente isoladamente apenas para tratamento dos vasos da face, comumente aqueles que aparecem no nariz.

Para terminar, apesar de artifícios como resfriamento da pele fazer do tratamento com laser algo bastante suportável, o laser não é absolutamente indolor, ao contrário do que se imagina.

Para saber das melhores opções para cada caso, agente sua consulta.