Quais são os riscos da cirurgia de varizes?

Tempo de leitura: 2 minutos

Os riscos da cirurgia de varizes estão sempre no foco da conversa quando o assunto é o tratamento das veias dilatadas nas pernas e pés.

Todo procedimento cirúrgico eletivo, ou seja, que foi planejado antecipadamente, tem um preparo prévio, como uma avaliação clínica e exames complementares para saber se o paciente tem condição de ser submetido ao tratamento. Essas determinações médicas são fundamentais para o bom andamento de qualquer operação (em qualquer parte do corpo).

Mas e no caso específico desses problemas de circulação: quais são os riscos da cirurgia de varizes?

É sobre esse tema que o Blog do Instituto Pró-Vascular vai tratar no artigo de hoje. Mas antes, vamos falar um pouco sobre as possibilidades de tratamento.

O tratamento de varizes sempre é com cirurgia?

É importante deixar claro que as cirurgias em varizes costumam apresentar resultados excelentes, principalmente se realizada precocemente.

No entanto, isso não significa que todas as ocorrências de varizes necessitam ter o tratamento cirúrgico.

Como estamos falando sobre quais são os riscos da cirurgia de varizes, é importante ressaltar que, dependendo do quadro apresentado, existem outras formas de amenizar esse problema.

Os casos de tratamento de varizes sem cirurgia são relacionados a ocorrências mais leves do problema – geralmente em caráter inicial e, principalmente, superficial na pele.

Nesses casos existe a possibilidade de tratamentos como secagem ou escleroterapia.

Riscos da cirurgia de varizes

Como já afirmado anteriormente neste artigo, a indicação de cirurgia de varizes é bastante comum e os resultados são bastante positivos.

Embora todo procedimento médico envolva um risco, as cirurgias de varizes, quando bem indicadas ,bem realizadas e o paciente bem preparado, está relacionada a um risco muito baixo de complicações, e quando elas ocorrem, geralmente são muito simples.

Complicações graves ligadas ao procedimento são de pouca ocorrência e podem estar relacionados ao campo de exceções, sendo elas: lesões em artérias e nervos, tromboflebite (inflamação das veias), trombose venosa profunda, embolia pulmonar.

Pequenas manchas ou cicatrizes estão entre os riscos da cirurgia de varizes, problemas estes que geralmente desaparecem ou amenizam bastante com o tempo.

Pré e Pós-operatório

Por esses motivos é que o acompanhamento de especialistas, como os da equipe do Instituto Pró-Vascular é fundamental para a condução dos procedimentos.

Os riscos da cirurgia de varizes são minimizados quando todo o processo segue todas as etapas determinadas nas consultas.

É extremamente importante atender às orientações médicas para o pós-operatório, também.

Para tratar as varizes com uma equipe de especialistas no assunto, procure hoje mesmo o Instituto Pró-Vascular.